Estados Unidos nega pedido de liberdade feito por Comitê Especial da ONU

Por: Karolina Slindvain

C-24 enviou carta diplomática frente à prisão de manifestantes porto-riquenhos nesta quarta-feira.

O Comitê Especial de Descolonização da ONU (C-24) teve o pedido de libertação dos quinzes manifestantes porto-riquenhos e dos jornalistas internacionais, todos presos na tarde de ontem (3), negado.

Os manifestantes demandavam a devolução das áreas de Ceiba e Ilha de Vieques ao governo local de Porto. Atualmente, os territórios são utilizados pelos Estados Unidos como áreas para treinamento e prática militares.

Em algum momento durante o protesto, a polícia reagiu negativamente. Quinze manifestantes foram detidos, além um número ainda desconhecido de jornalistas, reportadamente não porto-riquenhos. Ainda não foram soltas maiores informações sobre as prisões.

Em sua reunião na quarta-feira, o C-24 optou pelo envio de uma carta diplomática para o governo dos Estados Unidos. Os delegados foram, no entanto, respondidos com a negativa assinada pelo Conselheiro Nacional de Segurança, John R. Bolton, na manhã de quinta-feira, quando retomavam as discussões.