Delegados pedem que fundos destinados à indenização sejam retomados

Por: Cristina Sol Lee Noh

A discussão segue árdua no comitê para a solução do caso Bemba

Nesse segundo dia de julgamento (quarta, 3), a discussão entre as partes do caso Bemba continua. A acusação e a defesa seguem com discursos bem circulares, mas os representantes das vítimas trouxeram colocações bem interessantes para o caso. Eles pedem para que as juízas determinem que os fundos para a reparação legal das vítimas seja retomados, fundos esses que com a abertura do julgamento de apelação foram suspensos, fazendo com que a reparação legal das vítimas possa estar em perigo.

Além disso também alegam que esse fundo, mesmo que insuficiente, por proporcionar apenas uma indenização material para as vítimas, precisa ser garantido para evitar que o sentimento de injustiça aumente ainda mais na visão dessas pessoas e que por isso quem custeará esse fundo não é o mais importante no momento.

Não é somente para uma indenização financeira, abarcando também vários programas, como por exemplo o “You are not forgotten”, um programa de assistência de gênero para as vítimas violentadas sexualmente, o que mostra sua importância para a comunidade.