PNUD

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

O Direito à Cidade: O Uso Social e Sustentável do Ambiente Urbano

Ensino Médio


Língua: Português

Representação: Individual

Diretoria: Julia Farhat Terron Laura Rheinboldt Marcus Vinicius Nakamura Maria Eduarda Nogueira


Descrição:

As cidades estão ao nosso redor. São ambientes em que a maioria de nós mora, vive e se relaciona. Por isso, os problemas dos aglomerados urbanos e das áreas metropolitanas afetam todos nós, de maneira globalizada. Fatores como a desigualdade social, a superpopulação e a falta de planejamento e mobilidade urbana geram uma baixa qualidade de vida para os habitantes desses ambientes e impedem o uso sustentável e democrático do espaço urbano. Assim, o PNUD traz a discussão de como podemos providenciar, de maneira justa, o acesso aos recursos e ao modo de vida que a cidade deve proporcionar à toda a população mundial. Já existem diversos movimentos sociais que demandam melhores condições de vida na cidade, de maneira que também surgem problemas como as ocupações ilegais e irregulares realizadas por aqueles que têm seu direito à moradia negligenciado. Tal direito é ignorado pelo Estado, que deixa de regulamentar eficientemente a questão fundiária e impulsiona a população de baixa renda a se estabelecer em moradias irregulares em áreas marginalizadas das cidades, colocando em risco sua segurança, sua cidadania e, consequentemente, impedindo sua integração com os apêndices urbanos. Além da problemática socioeconômica, os problemas ambientais da cidade também podem comprometer a saúde da população. O excesso de poluição atmosférica, a falta de saneamento básico e o descarte indevido de lixo, decorrentes pela má gestão de recursos, impossibilitam o funcionamento de um espaço vital. Ademais, riscos de deslizamentos ou enchentes atingem especificamente a população carente de moradia regulamentada, prejudicando sua segurança. Dessa forma, o X São Paulo Model United Nations trará o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com o tema “O direito à cidade: o uso social e sustentável do ambiente urbano”, que pretende instigá-los a encontrar, ao longo dos debates, resoluções para os problemas urbanos levando em consideração as ocupações, a sustentabilidade e a superpopulação que assolam os diferentes países do mundo.