SOCHUM

Comitê Social, Cultural e Humanitário (3° Comitê da Assembleia Geral das Nações Unidas)

A Questão da Etnia Curda

Ensino Médio


Língua: Português

Representação: Individual

Diretoria: Bruna Beginsky, Amanda Gomes, Gabriel Desbrosses, Guilherme de Queiroz


Descrição:

De origem indo-europeia iraniana, a etnia curda, ao longo e quase 25 séculos possui fronteiras nos territórios: turco, sírio, iraniano e iraquiano; região a qual, passa por diversos conflitos. Durante a conquista islâmica, a população curda resistiu ferozmente, até que foi invadida e convertida ao islã. Ainda assim, inúmeras tribos, por questões sociais, não aceitaram o Império árabe, fato que representa divergências culturais no séc. XXI. Centenas de anos depois, em pleno séc. XIX, o Império curdo lutava contra o grande império turco-otomano por sua independência, perdendo a guerra e tendo seu território anexado à capital de Constantinopla. Ao fim da Grande Guerra, em 1915, Reino Unido e França assinaram um acordo que dividiria a atual etnia curda em quatro países, fronteiras estas, que vem sendo contestada pela população desde então. Em um presente cenário político-mundial, a região entre o Mar Mediterrâneo e o Irã é a que mais sofre com lutas e indefinições políticas, e a etnia curda é a mais afetada por essas divergências, de modo a: ter sua população marginalizada em diversos países, sofrer com questões político-militares e ameaças de grupos fundamentalistas e a falta de um sentimento nacionalista próprio. Os curdos, atualmente, são o mais populoso povo apátrida do mundo, e cabe ao Terceiro Comitê da Assembleia Geral das Nações Unidas, delegar sobre o tema.